Resenha: Segundo Eu Me Chamo Antônio


Editora: Intrínseca
Autor: Pedro Gabriel
Páginas: 192
Sinopse: Alter ego do autor Pedro Gabriel, Antônio é personagem de um romance que ainda vai ser escrito. Enquanto não ganha as páginas, ele expressa, entre um chope e outro, seus sentimentos em ilustrações feitas em guardanapos de papel. Em Segundo Eu me chamo Antônio, além de frases irreverentes e poéticas, o personagem abre para o mundo as páginas do caderno em que escreve fragmentos de textos alguns de seus pensamentos mais profundos e explora sua criatividade brincando com frases e esboços rabiscados nervosamente. A arte de Pedro Gabriel expande-se para além dos guardanapos em ilustrações inéditas que pontuam essa nova obra.
     




                Existe um certo perigo em se brincar com as palavras. Você pode facilmente cair no clichê ou naqueles trocadilhos horríveis de que ninguém gosta. Porém, em Segundo Eu Me Chamo Antônio, eu encontrei um mundo de palavras simples, mas usadas de maneira tão bonita que é impossível não se deixar cativar por elas.
                Assim como o primeiro livro, este traz pequenos poemas (muitos são praticamente uma frase só), falando sobre o amor e sobre a vida. O que eu gostei bastante no Segundo foi que ele traz também pequenos textos em prosa.  E, em todo o livro, o autor consegue manter um tom leve, que te faz passar pelas páginas sem perceber, e quando você percebe está rindo com uma frase aqui ou sorrindo com outra lá.
                Outra coisa que eu não posso deixar de mencionar é a parte gráfica do livro. Ele é todo cheio de imagens e cores, e dessa vez o trabalho está ainda mais bonito que no primeiro! Entre as ilustrações já conhecidas, de traços simples, e algumas imagens mais fotográficas, tudo é feito para complementar as palavras. É impossível resistir ao encanto dos textos de Segundo Eu Me Chamo Antônio em conjunto com as imagens: juntos, eles formam praticamente uma obra de arte.
                Esse é aquele livro que você vai voltar sempre pra dar uma olhadinha, ler uma poesia em um momento de folga para relaxar. E é um daqueles livros para se dar de presente. Quando eu terminei de ler Segundo, eu comecei a pensar em todas as pessoas para  quem ia ter que dar presente de Natal, tentando pensar em uma para quem eu pudesse dar o livro. É impossível não querer dividir essa leitura com alguém.
                Essa resenha ficou curtinha, e eu não sei se consegui expressar muito bem como esse livro é bom. Sinto que não estou fazendo jus à ele, pois só lendo mesmo para entender. Vou terminar a resenha mostrando uma das minhas páginas preferidas. Espero que, ao menos, eu tenha deixado vocês curiosos o suficiente para pegarem um exemplar e se apaixonarem também pelas palavras do Pedro Gabriel.       


                                  
Classificação Final:


                                                                                                          

0 comentários:

Quem escreve

Quem escreve
Thais Pampado. 20 anos. Escritora e estudante de Produção Editorial. Apaixonada por livros e por escrever. Lê praticamente qualquer gênero, mas tem uma paixão especial por fantasia e YA.
Tecnologia do Blogger.

Siga por e-mail

Leitores

2015 Reading Challenge

2015 Reading Challenge
Thais has read 0 books toward her goal of 100 books.
hide